ValeParaibano
Sexta-feira, 06 de Julho de 2007
Veja os enderecos da ECT
Fale conosco
Região
Taubaté
 

Acidente em gasoduto

Explosão em duto da Petrobras em Taubaté deixa cinco feridos

Operários foram arremessados pela pressão do gás; um deles está em estado grave

Vinícius Novaes

Taubaté

Uma explosão sem fogo em um trecho do Gasoduto da Petrobras Rio-Campinas deixou cinco pessoas feridas ontem, na estrada do Barreiro, zona rural de Taubaté.

O acidente aconteceu por volta das 17h. Três pessoas que trabalhavam na área no momento do acidente tiveram ferimentos graves e foram encaminhadas ao Hospital Regional do Vale do Paraíba. Um deles, de 25 anos, teve traumatismo craniano e corre risco de vida, segundo o hospital.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o motivo da explosão teria sido uma ruptura na tubulação de gás natural.

No momento do acidente, os trabalhadores da CCDL (Camargo Corrêa Construção de Dutos Ltda.), que presta serviços à Petrobras, estavam desativando dutos provisórios na área.

Minutos após a explosão, a passagem do gás foi interrompida por meio de mecanismos ligados a uma central da empresa. O trabalho dos operários estava sendo feito por um corta-frio (um material que não emana calor) por motivos de segurança.

A pressão no momento da explosão foi intensa e arremessou um dos trabalhadores a uma distância de dez metros. A causa do acidente será investigada após perícia na área. Não houve vazamento, segundo a Petrobras (leia texto abaixo).

Os engenheiros e responsáveis pela obra prestaram depoimento à polícia Taubaté, mas não comentaram o assunto. Segundo a Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, até a noite de ontem não havia como identificar possíveis falhas que teriam provocado o acidente.

"Ainda é muito cedo para dizer isso. Temos que aguardar o laudo da Polícia Científica para, então, começar as investigações e assim chegarmos a uma conclusão", disse Maria de Fátima Rezende, capitão da PM.

Devido ao acidente, a estrada do Barreiro chegou a ficar parcialmente interditada.

FERIDOS - Além dos três operários que estão internados do Hospital Regional, outros dois trabalhadores tiveram ferimentos leves e foram levados ao Pronto-Socorro Municipal.

Eles sofreram apenas escoriações e permaneciam no Hospital Regional até as 22h de ontem, internados em observação. Segundo o hospital, eles passam bem, estão conscientes e conversando, porém, não há previsão de alta médica.

Os trabalhadores feridos seriam de outras cidades, fora do Vale do Paraíba, segundo informações do Hospital Regional, que pediu que as vítimas não fossem identificadas.

TUBULAÇÃO - A tubulação da estrada do Barreiro começou a receber gás no dia 23 de junho deste ano. Segundo a Petrobras, são cerca de 200 quilômetros de tubos com gás natural, que liga Campinas a Taubaté.

O gás vem da Bolívia e chega à Replan (Refinaria de Paulínia), interior do Estado. De lá, o produto percorre 12 cidades até chegar a Taubaté. A meta é fazer com que essa tubulação chegue à Estação de Japeri, no Estado do Rio de Janeiro, onde se interliga com o gasoduto Reduc (Refinaria de Duque de Caxias), em Volta Redonda (RJ).

A obra onde houve a explosão integra o projeto "Malha", desenvolvido pela Petrobras para ampliar a capacidade de gás natural nas regiões Sudeste e Nordeste. O investimento total na obra foi de U$ 280 milhões.

Rogério Marques/VP
matéria anteriorÍndicepróxima matéria
CLASSIFICADOS
Balcão de Anúncios
ANÚNCIOS P/ cm
ASSINATURAS
Clube do Assinante
SERV. GRÁFICOS
EXPEDIENTE
PESQUISA
ED. ANTERIORES
SERVIÇOS
LINKS ÚTEIS
SUCURSAIS
BALCÕES
Empresa amiga da criança Grupo de Apoio à Criança com Câncer - GACC Laboratório Oswaldo Cruz Submarino InterNexo Ltda. provedor de serviços Internet
Você aprovou a cobertura da Avenida do Povo?
Sim
Não
Ainda não é possível avaliar a obra
 
© 2007 ValeParaibano. Clique aqui para reprodução e direitos autorais